quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Deixa que Ele toma conta



Via: Tumblr


Por um tempo levei as coisas de maneira errada. As situações em nossa vida acontecem porque devem acontecer.
As coisas são da maneira que devem ser.
Essa semana foi de certo modo diferente para mim. Me vi com uma angústia e não tinha para quem expor meus sentimentos.
Mas com isso, passei a observar mais. A tornar vívidas as pessoas e a vida ao meu redor. Com isso vi que não estava sozinha e nunca estive como pensava antes.
Pessoas me falaram e tocaram meu coração de maneira que aos poucos pude refletir sobre meu problema e me sentir com forças suficientes para resolvê-lo.
Quando o rio toma seu curso ele sabe o melhor caminho que deve passar, qual a melhor rota a seguir.
O rio poderia ser forçado a mudar seu curso, mas talvez isso desequilibraria todo o meio ambiente ao redor.
Ontem eu ouvi uma frase de uma pessoa querida e que sempre sonhei em conhecer. Frase essa que agora faz total sentido. Essa frase juntamente com o relato de pessoas queridas que fazem parte do meu convívio me fizeram enxergar as coisas de maneira diferente.
A frase é: Deixa Deus ser Deus na sua vida.
Milhões de vezes quis mudar o rumo da minha história e construir tudo de acordo com os meus gostos.
A cada passo que dava já planejava o meu futuro, como ele seria, e batia o pé quando algo desviava dos meus planos.
Percebi que nunca deixei Deus ser Deus na minha vida, nunca deixei as coisas acontecerem do modo que eram para acontecer.
Moldei pessoas para agirem da forma que eu queria que agissem, fiquei mal por coisas não acontecerem da maneira que eu gostaria que acontecessem.
Mas então chegou essa semana.
Ela só me fez compreender que devo seguir o que o destino me reservar.
Que devo esperar, ser paciente, encarar os fatos de maneira diferente, de maneira otimista.
E nunca mais dizer que estou sozinha, porque tenho as melhores pessoas do mundo a minha volta.
Pessoas que eu posso contar.
Quando estou triste, sempre vem minha gata para me fazer companhia.
Eu tenho as pessoas que mereço ter.
Eu tenho a vida que mereço ter.
Vou tentando e fazendo o melhor para melhorar minha vida, mas a partir de hoje decidi que os acontecimentos cotidianos não vão mais me afetar da maneira que me afetaram um dia. 
Eu entendi que eles fazem parte do meu amadurecimento.
Um dia serão só lembranças... Mas com certeza eu serei uma pessoa melhor por causa delas.

-Daiane C Silveira


segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Pés Solitários




O vídeo acima mostra um pouco do meu dia-a-dia, em que meus pés são solitários... Abaixo um poema para aquele que fazia meus pés terem companhia...

Pedra
Sobre essa pedra construí o meu futuro
Sobre ela quis viver para sempre
Essa pedra me sustenta
Essa pedra me entende

Se eu não a tiver meu castelo cairá.
É a pedra mais bela dentre todas as pedras
Ela por dentro é como tesouro
Ela pode me envolver de forma intensa
Coloquei minha vida sobre ela,
Ela me cobriu do mais singelo ouro.

Pedra, volte...
Estou prestes a ruir.
Pedra, volte...
Senão irei cair.


-Daiane C Silveira





domingo, 14 de setembro de 2014

Carta à Morte



Deixarei meu futuro e o que ele me reserva.
Quando pensei na morte pensei na paz que ela poderia me trazer, paz essa que esse mundo não me traz.
As pessoas se vão, ou simplesmente nos deixam para sempre.
Mudam as estações, os caminhos, os rostos e o olhar.
Tudo mudou.
Aquele caminhãozinho de brinquedo ao qual pilotava, bom ele não existe mais, assim como aquele que se sentava no banco da árvore, aquela que me recebia com suas novidades nos finais de semana, aquele que me dava conselhos... Todos se foram.
A dor que se sente é tão grande que ela não cabe apenas no coração, se espalha por todo o corpo, a vida me mostrou que as piores dores provocadas são através de palavras e também pela falta delas.
Um dia eu desejei estar só, e então apareceram pessoas que me completaram e eu não queria me separar delas, mas elas se separaram de mim.
Um dia eu acreditei no ser-humano como um ser que tinha sentimentos e compaixão, que através de suas palavras transmitia a verdade e que nessas palavras eu poderia acreditar.
Deixarei meu passado e meu presente.
As pessoas que me amam, bom talvez elas mereçam também um tempo longe de mim.
Talvez a vida fique mais leve sem mim... Bom. Talvez.
Aqueles que me machucaram, e que ainda irão me machucar, talvez eu me vá pra nunca mais voltar, para poder ficar em paz
A morte é relativa.
Para se morrer existem diversas maneiras, e nessas últimas horas, eu morri diversas vezes. Eu chamei a morte, eu senti as dores da agonia.
Porque o mundo é feito de amor, mas as pessoas não sabem como transmití-lo.
Os pássaros cantam, as flores desabrocham e as pessoas vão, as pessoas ficam.
Pode ser que eu me vá. Hoje, amanhã ou depois.
Mas caro amigo, onde quer que você esteja, antes que essa carta chegue a Dona Morte, lembre-se de mim.

Pode ser que depois seja tarde demais, eu já vou estar em paz.

P.S: Talvez eu redija outra carta com nomes e tal, perto da corda ou da faca que me matará.


-Daiane C Silveira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...