sábado, 6 de dezembro de 2014

Nota ao leitor #3

Olá leitor!
Com o fim de ano chegando e algumas responsabilidades a cumprir, me vejo em um recuo criativo. Sim, não consigo escrever absolutamente nada ou pensar em algo para mostrar para vocês.
Estou tão ansiosa com alguns rumos que minha vida pode tomar que não consigo ler, escrever ou ver anime. É como uma punição que eu mesma me dou inconscientemente. Talvez para me dedicar a somente essa prioridade no momento.
Desculpem-me por essa ausência de posts momentânea, prometo voltar em breve e talvez com boas notícias ou também com a deprê costumeira rs.
Beijos meus lindos e até mais!

domingo, 30 de novembro de 2014

Roberto Gomes Bolaños



























Simplesmente não poderia deixar de expressar meus sentimentos diante da morte de um dos maiores comediantes que já existiu.
Roberto Gomes Bolaños.
Ele ao criar Chaves e sua turma fez minha infância valer a pena, Já citei em diversos posts meus, que via o programa junto com meu avô, todas as tardes. Meu avô gostava e eu também.
E assim fui crescendo, vendo Chaves, vendo as trapalhadas do Chapolim e de todos os personagens que talvez se não existissem, tirariam o mel que adoçou meus dias de criança.
As frases, sempre citadas nas brincadeiras, agora viviam presentes no meu celular que sempre ouvia para me divertir.
As músicas todas de cor e salteado na mente.
Os episódios, sempre vistos e "revistos" como sendo o primeiro episódio... Como se fosse inédito.
E cada dia triste que eu passei, sempre foi alegrado pelo Chavo del Ocho.
E não só pelo Chaves, mas todos os outros personagens, principalmente o "Seu Madruga" me faziam chorar de rir mesmo não estando bem.
Quando soube que ele morreu, senti um misto de tristeza e alegria.
Tristeza por saber que nunca mais terei a oportunidade de conhecê-lo, e que ninguém que nascer agora conhecerá o gênio por detrás das roupas do Chavinho.
Alegria por ter conhecido, por ter visto tantas vezes ele declarando seu amor pelos brasileiros.
Ele não soube do impacto que trouxe a tantas pessoas, mas agora creio que sente todo o calor humano que emanamos junto a ele.
Chespirito morreu, mas suas obras e seus personagens marcantes jamais morrerão, continuarão vivos e presentes pelos anos, e serão marcados na história.
Descanse em paz Roberto, você me deu o melhor presente: momentos felizes que sempre recordarei.


-Daiane C Silveira


quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Fotos do mês no Instagram


Ando tão melancólica atualmente, no entanto minha sensibilidade e observação andam muito em alta.
Acabei por adotar o estilo de fotografia minimista e detalhista para me ater a coisas que passavam despercebidas aos outros, mas que me prendiam com ternura.

Bom, me sigam. Meu instagram é @caleidoscopic4

































-Daiane C Silveira



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...