sábado, 26 de março de 2016

Sakura Trees




No último domingo foi o início do outono, e com ele veio também o momento de plantar as sementes de cereja, as quais havia deixado em estratificação à frio (é a técnica de colocar a semente em terra fértil, em um recipiente e umidecer de vez em quando, isso a uma tempertura de 5º C (pode ser na geledeira, que foi o meu caso) isso é feito para enganar a semente, pois ela gosta de clima frio e se desenvolve melhor com isso, deixe 90 dias nessas condições, depois no início do outono/inverno transplante as sementes). Segui o método passo-a-passo no WikiHow.
Da primeira vez que resolvi plantar sementes de cereja somente deixei elas secarem e plantei-as diretamente, o que não deu muito certo.
Dessa vez, após fazer a estratificação à frio, usando terra de cogumelo e com cuidado plantei as sementes em vasinhos deixando 5 cm de semente para semente. Plantei-as com 2,5 cm de profundidade (como a primeira parte do dedo indicador), cubri o vaso com areia, para evitar um possível congelamento do solo em caso de geadas. Depois do plantio, basta regar toda vez que a terra estiver bem seca. 
Eu usei sementes de cerejas frescas que minha mãe comprou no mercado, depois de comer a fruta, guardei as sementes e as sequei para começar o processo de estratificação à frio.
Após plantada a semente pode demorar até um ano para germinar. Pretendo fazer um bonsai com uma das mudas.
Estou esperando muito ver as primeiras mudinhas brotarem. 
E vocês, se animaram a plantar cerejeiras?


-Daiane C Silveira

quinta-feira, 17 de março de 2016

Mentes Sonhadoras





































(*Pensei isso no café da manhã de um certo dia atrás, e fui estimulada a escrever quando drenei a dor de dentro de mim)

A fisionomia de uma mente sonhadora se baseia em filosofia, paranóias e pensamentos fora da realidade.
A filosofia envolve o fato de observar e questionar tudo ao redor. De perceber o porquê de coisas acontecerem ou não. Ter a delicadeza e percepção do movimento em torno de nós mesmos. Formular questões e respondê-las. Sentir a dor e drená-la por dois canais nos olhos através de dor líquida, a lágrima.
Dar forma a felicidade com uma curva no rosto chamada sorriso.

A filosofia nos faz procurar as respostas dentro do íntimo e as poetizar.
A paranoia é distribuida entre o cérebro e o coração. É aquele maldito, aquela especulação, algo que viu ou não se viu, se acha. É a dor comprimida, é a baixa autoestima, é a desconfiança, é a criatividade.

Os pensamentos te transportam para um mundo no qual você deseja estar. Por que estar em um escritório fechado, se você pode estar na Cordilheira dos Andes observando os picos nevados?
Alguns desses pensamentos são tão realistas que chegam a se chocar com a realidade de tal maneira que parecem vividos em uma realidade párea com a nossa.
Quando se sonha com algo que não existe, que não se vive, e talvez não se viverá um dia, se sintomam a introversão e com ela todos os presentes sintomas narrados acima.
Através deles vivemos uma realidade subjetiva, um tanto assustadora, porém reconfortante.

-Daiane C Silveira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...